CONTRIBUTOS PARA UMA IDEIA DE DESTRUIÇÃO NA CULTURA ARTÍSTICA CONTEMPORÂNEA

  • Rui Grincho Serra Cieba – Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa
Palavras-chave: Destruição, Niilismo, Negatividade, Arte contemporânea

Resumo

Que situações históricas, que pensamentos, que atitudes, que enquadramentos, estarão na génese de uma dimensão negativa, pessimista e redutora da arte contemporânea e actual? Poderão ser múltiplas as respostas. Tentaremos apresentá-las em duas principais vertentes de actuação: definindo o pensamento filosófico do século XIX, que contribuiu para a ideia de derrocada progressiva dos valores ocidentais, com as contribuições da “morte da arte” de Hegel e o niilismo no pensamento de Nietzsche; e demonstrando um mal-estar existencial no século XX, com as vanguardas modernistas, subsidiárias das duas guerras mundiais e do holocausto nazi, com as noções de desumanização e decadência do mundo ocidental, com o situacionismo e a Guerra Fria, e, na actualidade, com a pós-modernidade e a realidade reduzida a pressupostos mediáticos.

Publicado
2018-01-04
Como Citar
Serra, Rui. 2018. CONTRIBUTOS PARA UMA IDEIA DE DESTRUIÇÃO NA CULTURA ARTÍSTICA CONTEMPORÂNEA. ARTis ON, n. 5 (Janeiro), 123-33. http://artison.letras.ulisboa.pt/index.php/ao/article/view/137.
Secção
ARTIGOS