SOB UM SOL INCLEMENTE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DE UM PAINEL DE AZULEJOS DO SÉC. XVIII E SUA APLICAÇÃO EM ESPAÇO PÚBLICO

  • Teresa Pinto Silva ARTIS – Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa
Palavras-chave: Recriar, Azulejos, Arqueologia, Conservação e Restauro, Comunidade Escolar

Resumo

A comunicação visa recriar o percurso de descoberta de um painel de azulejos do século XVIII, em contexto
arqueológico. O nosso trabalho como conservadora-restauradora de cerâmica foca-se na musealização em
contexto arquitectónico de um painel de azulejos parcialmente completo. O afastamento afectivo face às
obras de arte, a incompreensão do seu discurso e afinidades, não cativam a grande maioria da comunidade
estudantil a visitar os circuitos museológicos; integrar peças museológicas em espaços quotidianos poderá
ser um veículo inversor desta situação e foi um dos principais fundamentos para a integração deste painel no
espaço escolar da Escola Secundária Gil Vicente, em Lisboa. Com este projecto, proporcionou-se aos alunos e
a toda a comunidade escolar uma abordagem à conservação e restauro, através da integração de uma obra
de arte, até há pouco oculta em estratigrafias locais.

Publicado
2016-10-02
Como Citar
Silva, Teresa. 2016. «SOB UM SOL INCLEMENTE CONSERVAÇÃO E RESTAURO DE UM PAINEL DE AZULEJOS DO SÉC. XVIII E SUA APLICAÇÃO EM ESPAÇO PÚBLIC»O. ARTis ON, n. 3 (Outubro), 245-52. http://artison.letras.ulisboa.pt/index.php/ao/article/view/80.
Secção
CAP. III - HISTÓRIA DA CONSERVAÇÃO E RESTAURO DO PATRIMÓNIO