Da presença à memória: a extinção das ordens religiosas femininas e a desamortização do património pictórico conventual. Cinco casos de estudo na Covilhã

  • Maria do Carmo Mendes Doutoranda/Investigadora Artis IHA-FLUL/FCT
Palavras-chave: Extinção, Desamortização, Conventos Femininos, I República, Pintura

Resumo

A colecção Patrimonius, pertença da Câmara Municipal da Covilhã e patente no Museu de Arte e Cultura da cidade, alberga o que dizem ser a herança histórico-cultural covilhanense; contudo, uma referência inscrita num dos quadros veio a revelar um grande espólio fora do contexto conventual feminino da região. Recorrendo aos fundos documentais relativos às ordens e do Município e tendo como objecto de estudo cinco pinturas da colecção, tentar-se-á destrinçar qual o trajecto que os objectos pictóricos tomaram desde a desamortização até ao actual contexto museológico.

Publicado
2016-10-02
Secção
CAP. I - A EXTINÇÃO DAS ORDENS RELIGIOSAS E A DESAMORTIZAÇÃO DOS SEUS BENS